Arquivo do mês: outubro 2008

“O rossio não-rival” [capítulo de livro e artigo em periódico]

SIMON, Imre & VIEIRA, Miguel Said. “O rossio não-rival“. In: Nelson De Luca Pretto & Sérgio Amadeu da Silveira (orgs.), Além das Redes de Colaboração: internet, diversidade cultural e tecnologias do poder. Salvador: EDUFBA, 2008, pp. 15-30. Disponível em: <http://ssrn.com/abstract=2572050>.

SIMON, Imre & VIEIRA, Miguel Said. “O rossio não-rival“. Revista USP, São Paulo, n. 86, pp. 66-77, Jul.-Ago. 2010. Disponível em: <http://ssrn.com/abstract=2572056>.

Baseado numa comunicação apresentada num seminário em Porto Alegre (2007), este texto foi publicado pela primeira vez como um capítulo do livro Além das Redes de Colaboração, que faz parte da coleção SciELO Books e está disponível integralmente para download.

Pouco tempo após o falecimento do prof. Imre Simon, a Revista USP preparava um dossiê sobre o tema da cibercultura, e seus editores propuseram republicar o texto ali, como um artigo. Essa segunda versão difere da primeira apenas em pequenos detalhes (atualização de alguns dados, inclusão de resumo etc.).

Uma curiosidade: nesse texto, eu e Imre experimentávamos adotar “rossio” como tradução para commons (Ronaldo Lemos havia nos sugerido essa possibilidade num seminário); embora a ideia tenha tido alguma repercussão positiva (no campo do software livre, por exemplo), posteriormente vim a considerar que essa não é a melhor opção, e passei a usar principalmente a expressão “bens comuns”.

Resumo

Este artigo é uma introdução ao conceito de rossio não rival. Define e compara os dois tipos de rossios (rival e não rival), sugerindo que a língua portuguesa pode ser entendida como um exemplo de rossio não rival. A seguir, propõe que os rossios não rivais estão relacionados a importantes transformações sociais e culturais que começam a se afigurar, e explora essa relação por quatro aspectos: 1) a potencialização desses rossios pela tecnologia digital; 2) o papel da rede na disseminação dos bens desses rossios; 3) o avanço dos estudos acadêmicos sobre esses rossios; 4) a possibilidade de interação entre esses rossios e a política.

1 comentário

Arquivado em Artigos, Artigos em periódicos, Capítulos de livros