Palestra de Stallman sobre a GPLv3

A GNU General Public License — vulgo GPL —, principal licença copyleft da história, mãe do software livre como o conhecemos hoje, está prestes a chegar à sua 3a. versão. Richard Stallman detalhou as mudanças cogitadas para essa nova versão em uma palestra recente, que já foi transcrita. (A palestra começa com uma introdução ao software livre; para ir direto ao tema da nova versão da GPL, comece a leitura por esta seção.)

O interessante dessa palestra é que ela resume, de maneira razoavelmente acessível, os detalhes bastante complexos dessa nova versão. (Até agora, tudo o que eu tinha encontrado sobre isso era bastante técnico, aprofundado e complexo.)

As principais novidades da GPLv3 visam:

  • lidar com novas ameaças ao software livre provocadas pelas patentes (como no caso do acordo Microsoft-Novell);
  • impedir a Tivoização (isto é, “a criação de um sistema que incorpora software distribuído sob uma licença copyleft, mas usa hardware para impedir os usuários de rodar, naquele hardware, versões modificadas do software”);
  • impedir que as leis contra a quebra de proteções eletrônicas (como o DMCA) sejam aplicadas a produtos que tenham sido protegidos por meio de software livre;
  • compatibilidade com a Affero GPL, uma variante da GPL que exige que o código seja redistribuído quando o software for utilizado por meio da internet (pense no Google: o “programa” deles que você usa pela internet provavelmente é baseado em software livre, mas ninguém tem acesso ao seu código);
  • simplificar o processo de “perdão” aos usuários que tenham violado a GPL.

Essa nova versão da GPL está em seu terceiro (e provavelmente penúltimo) rascunho, que está aberto para comentários públicos (o sistema de comentários é incrível, vale a pena conhecer).

E já que estamos falando sobre isso: vou ao FISL. Se você for também e quiser combinar algo, entre em contato.

(Fonte para a transcrição da palestra: Slashdot.)

2 Comentários

Arquivado em Eventos

2 Respostas para “Palestra de Stallman sobre a GPLv3

  1. Apóio essas novas “partes” da GPL!

    Espero que exista uma boa explicação da licença final quando ela for lançada, pois como a maioria das pessoas, eu não entendo nada de direito e não consigo entender a licença por inteiro.

  2. Miguel Vieira

    Lucas,

    concordo com você que essa é uma questão complicada (e foi por isso que gostei da palestra). Ainda mais se levarmos em conta que a GPL é uma licença razoavelmente legível (em comparação com algumas licenças proprietárias; veja alguns exemplos cabeludos em http://www.informationweek.com/news/showArticle.jhtml?articleID=197003052).

    As licenças CreativeCommons adotam uma outra estratégia (é diferente, mas não sei se é melhor). Elas são em legalês assumido, “ilegível”, mas têm sempre um “sumário para leigos”. (Por exemplo, o “sumário para leigos” da licença usada nesta página é este: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/2.5/br/)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s